ESTADÃO

A difícil missão das mulheres maduras no mercado de trabalho


“A professora do departamento de Administração Geral e Recursos Humanos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Maria José Tonelli diz que os preconceitos em relação à idade e à raça são maximizados quando se trata de profissionais do sexo feminino.

Essa tese foi confirmada em pesquisa realizada no ano passado pela MaturiJobs em parceria com a NOZ Pesquisa e Inteligência, onde mais de mil pessoas responderam sobre sua vontade de empreender após os 50 anos e 65% dos respondentes eram mulheres. Com uma média de 58 anos, 48% confirmam que já passaram por alguma situação profissional em que houve discriminação por conta de sua idade.”


https://economia.estadao.com.br/blogs/radar-do-emprego/a-dificil-missao-das-mulheres-maduras-no-mercado-de-trabalho/